Arquipélago de Tinharé | De avião ou de busão, o importante é chegar lá! 1


Opa! Tudo certo? Essa semana nós exibimos o Detetive Culinário de Verão gravado em Boipeba, no Arquipélago de Tinharé. Então, resolvi fazer o post de hoje falando das formas que a gente tem de chegar lá na região. Tentei reunir o máximo de informações possível. Dá um confere aí!

O Arquipélago de Tinharé, na Bahia, é formado por 26 ilhas, sendo Morro de São Paulo, Boipeba e Cairu as maiores e mais famosas. O balneário está localizado a cerca de 60km marítimos da capital baiana, Salvador, e existem diversas formas de acessar a região. Vai depender aí do seu bolso e, claro, do tempo que você pode gastar.

mapa_tinhare_boipeba1

 

Tenho pressa!

Partindo de Salvador, as duas formas mais rápidas de chegar ao Arquipélago de Tinharé são pelo ar e pelo mar.

De avião, a viagem vai durar apenas 20 minutos e você pode escolher chegar em umas das duas pistas de pouso de Morro de São Paulo: na Terceira Praia ou na Quarta Praia. Geralmente, a própria empresa de taxi aéreo oferece o translado até a Segunda Praia, de onde você pode ir caminhando para a Vila sem problema. O valor médio da passagem é R$ 300,00 e os vôos são oferecidos de acordo com a demanda e apenas durante o dia, saindo do Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães. O telefone de informações do aeroporto é o (71) 3204-1010. Dá pra tirar todas as dúvidas através dele.

Pelo mar, nos catamarãs que fazem a travessia regularmente, o tempo de viagem é de pelo menos duas horas, dependendo das condições climáticas. O ticket custa R$ 75,00 e é vendido por duas empresas com balcões no Terminal Marítimo de Salvador, em frente ao Mercado Modelo. Na alta estação, vale fazer a reserva do ticket ou comprar com antecedência. Existem dois horários disponíveis por dia: 8h30 e 16h. Dá uma olhada no site deles www.biotur.com.br e www.ilhabelatm.com.br.

Novidade! Desde o ano passado, quem vem de São Paulo pode chegar direto na região, sem precisar passar por Salvador. A Azul (www.voeazul.com.br) oferece um vôo partindo de Campinas direto para Valença. A dificuldade é que esses trechos só são realizados nos sábados, saindo às 11h30 da manhã. Depois de descer no Aeroporto de Valença, qualquer taxi te leva até o atracadouro em menos de 10 minutos, e você consegue pegar um barco para Morro de São Paulo. As embarcações mais populares, que a gente chamou de puc-puc, fazem o trajeto em 1h minutos, mais ou menos. A passagem custa R$ 7,00. Pelo dobro do preço, você pode encurtar pela metade o tempo da viagem. Basta embarcar numa lancha rápida, com preço médio de R$ 15,00 por pessoa. Se você está com um grupo grande, dá pra negociar tranquilo. Os caras são bem bacanas.

 

Tô com tempo!

Quem tem tempo pra uma viagem mais longa ou simplesmente quer poupar para a hora da farra, também tem boas opções: todas elas passando pelo atracadouro de Valença. Nessa caso, vale ler o final do ultimo parágrafo, caso você tenha pulado porque achou que lá não era sua praia. Rrsrsrs

No Terminal Rodoviário de Salvador você encontra duas empresas que fazem o trajeto até Valença: Viação São Geraldo e a Águia Branca. As passagens custam cerca de R$40,00 por pessoa e o tempo da viagem é de, mais ou menos, quarto horas. Isso aí. Chegando lá em Valença é aquele processo que eu falei: vai pra o atracadouro, depois lancha e, então Morro. Tem forma mais rápida? Tem! E é mais barato. Rsrrs

Em Salvador, você pega um ferryboat para a Ilha de Itaparica, partindo do Terminal Marítimo de São Joaquim. A duração do trajeto é de 50 minutos, custando R$ 3,95, de segunda a sexta, ou R$ 5,20, nos sábados e domingos. Chegando na Ilha, lá em Bom Despacho mesmo, você pega um ônibus para Valença. A passagem custa R$ 12,00. O resto é o mesmo caminho que você já sabe.

De carro, dá p ir pelo ferryboat até Itaparica e depois pegar a estrada pra Valença. É tudo bem sinalizado e a maior parte da rodovia está em boas condições de tráfego. Por conta de um trecho ruim depois de Nazaré das Farinhas, o percurso inteiro está durando cerca de 3 horas. Ah! Isso não leva em conta o tempo na fila de espera para embarque no ferry em Salvador. No período de lata estação e nos feriados, os desavisados podem passar mais de 10 horas esperando pra fazer a travessia. Aí você me pergunta: dá pra ir sem pegar o ferryboat? Claro! Vamos lá.

Saindo de Salvador, o caminho começa pela BR-324, passando BR-101 e, por fim, seguindo pela BA-542 até Valença. Na cidade há estacionamentos para deixar o carro antes de embarcar para Morro de São Paulo. Se não me engano, a diária do estacionamento é de R$ 12,00.

Ufa! Muita informação, né? Se faltou alguma coisa, pode perguntar. Estamos aqui pra isso.

 

Abraço!

Caio Coutinho (@cbscoutinho)

caiocoutinho@almocodeestrela.com.br

  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe seu comentário

Um comentário sobre “Arquipélago de Tinharé | De avião ou de busão, o importante é chegar lá!